Já pensou em ganhar dinheiro na internet? Veja essas duas dicas para isso acontecer!

O mundo da Internet está aí, cada vez maior e mais dinâmico, abrangendo todos os segmentos de mercado, até os mais tradicionais, e atraindo pessoas de todas as idades e formações para investir em negócios online.

E é um mundo que anda sempre em alta velocidade, mais gente chegando, oferecendo produtos, fechando vendas, agregando novos modelos de negócios e alavancando vendas.

Tudo isso assusta muitas pessoas, que se perguntam por onde começar? Com tantas possibilidades, qual devo investir?

Você já pensou em ganhar dinheiro na internet? Veja essas 2 dicas pata isso acontecer!

Dicas para quem começa a pensar em ganhar dinheiro na internet!

  1. Pense nos seus conhecimentos. As pessoas querem muito consumir conhecimento e você pode ter autoridade e experiência, duas características que podem garantir o seu sucesso.
  2. Vai vender produtos? Venda o que você acredita. Parece óbvio, mas muita gente prefere vender o que tem saída garantia ou está em alta. Pode ser um grande erro, pois toda a sua comunicação com o cliente precisa transmitir a sua crença no produto.
  3. Desenvolva o Plano de Negócios. De uma multinacional a uma delicatessen, todos deveriam investir em um Plano de Negócios que é o principal instrumento para construção do negócio.
  4. Defina sua estratégia digital. Entenda claramente em que canais o seu produto será bem entendido pela audiência. Não é preciso estar em todos os lugares – por exemplo, estar em todas as redes sociais. A superexposição pode ser prejudicial, além do custo e do tempo desperdiçados.

1 – Consultoria Online

Existem muitas pessoas que querem consumir conhecimento. Mas também temos um mercado potencial de quem quer ver seus problemas resolvidos – e pagar por isso.

E aqui o céu é o limite. A cada dia, mais empresas buscam apoio para reduzir seus custos administrativos e operacionais, melhorar o planejamento tributário, otimizar processos, melhorar o atendimento ao cliente.

Profissionais liberais procuram consultorias para melhorar seus negócios, para organização pessoal e financeira e até para planejar seus investimentos. Podemos imaginar o tamanho deste mercado, o preço e movido por boas recomendações.

Se você tem autoridade e/ou experiência em um assunto, é a sua chance. E com uma grande vantagem: você pode trabalhar em home office. É um modelo de negócio promissor, com ticket médio alto e um custo operacional baixo.

2 – Blogueiro de Nicho

Este é um modelo de negócio muito interessante e que tende a um crescimento constante nos próximos anos.

É o caso de investir em um blog para falar de um assunto específico – por exemplo, pessoas da terceira idade que desejam viajar. Como o próprio nome indica, o público é pequeno, porém bastante engajado.

Você deve postar conteúdo de qualidade e relacionado – neste exemplo, podemos falar de benefícios com passagens, regras de gratuidade, acessibilidade em diversas capitais e vários aspectos relacionados a viagens – vistos, passaporte, cuidados na viagem e no destino e outros temas.

Os ganhos financeiros são diversificados e interessantes: vender espaço para publicidade de produtos ligados aos assuntos, vender os artigos patrocinados e cadastrar-se no Google Adsense e receber por cliques nos anúncios.

Além disto, vender produtos afiliados físicos e digitais, promovendo-os no seu blog. É um universo de possibilidades, principalmente gerando informação que dê autoridade ao seu blog.

 

Pontos de atenção para investir nestes negócios

  • Desenvolva um blog com identidade visual que atrai o público-alvo desejado e conteúdo relevante (e otimizado em SEO).
  • Aposte nas redes sociais que tenham afinidade com o assunto – uma consultoria tributária certamente não deve investir em Instagram.
  • Invista em SEO para definir com clareza e acerto as estratégias corretas para alcançar o público desejado (especialmente no blog de nicho), fideliza-lo e converter o tráfego em vendas.

 

Descubra tudo sobre ganhar dinheiro neste artigo.

 

Como trabalhar com eficiência e vender muito pelo celular!

Vender pela Internet é o grande para empresas de todos os segmentos e tamanhos aumentarem muitos os seus lucros, além de expandir a marca e conquistar novos clientes numa dimensão que os canais tradicionais de venda e marketing não poderiam acompanhar.

Tudo é superlativo no mercado digital e está longe de ter sido totalmente explorado. O melhor exemplo é a quantidade de novos e inovadores negócios que as startup criam.

Outra mudança significativa é o meio tecnológico de interação dos consumidores com os produtos. Se até pouco tempo atrás, navegar e fazer negócios era algo feito exclusivamente por desktops e notebooks, o uso de celulares, notadamente os smartphones, é a nova grande mudança cultural no ambiente web de negócios.

Hoje em dia faz-se praticamente tudo em um smartphone, desde conduzir negócios e empresa, passando por entretenimento e educação, e chegando ao m-commerce (mobile commerce).

Mas este veículo exige alguns cuidados e uma visão bem distinta da tela de um computador.

Por isso, vamos falar um pouco de trabalhar com eficiência e vender muito pelo celular!

Mobile Commerce: aplicativo ou site?

Esta, para muitas pessoas e alguns especialistas, é uma questão superada, tamanho o sucesso de funcionalidade e uso das pessoas para os aplicativos, que estão sendo criados para quase todas as possibilidades de negócio existentes e são a primeira opção de plataforma para muitos novos negócios.

Alguns, como os sites de relacionamento, praticamente surgiram e se tornaram realmente populares com os aplicativos. Mas a realidade para negócios é mais complexa e muitos pontos precisam ser avaliados. Então vamos falar um pouco de cada plataforma.

Tecnologia de Aplicativos

Por princípio ela é mais recomendável ao m-commerce por ser totalmente adaptada às características físicas que os aparelhos exigem – praticamente nasceu na necessidades dos usuários de smartphones de explorar mais o potencial (e o preço) dos aparelhos.

Sua versatilidade de uso é o grande diferencial, são mais friendly que os sites e costumam ser criados considerando os hábitos mais comuns de navegação dos usuários, suas maiores dificuldades com os sites.

Porém, para termos acesso a várias empresas nesta plataforma, é preciso instalar app distintos, o que acaba incomodando o usuário depois de um certo tempo e pode comprometer a performance do aparelho. Um outro ponto importante são os aplicativos que são criados para uma plataforma específica (iOS por exemplo) e, por questões comerciais ou técnicas, demoram ou não se expandem pelas demais (Android, Windows).

Ou seja, se pensarmos em um aplicativo para o nosso negócio, é essencial avaliar se conseguiremos coloca-lo em todas as opções, sob pena de perdermos um potencial de clientes – e todas têm um potencial.

Passadas estas questões, aplicativos de m-commerce bem desenvolvidos costumam superar as versões de site em sucesso com os consumidores. E até melhor como produto, como foi o caso do mobile da Apple.

Tecnologia de Sites

É uma plataforma que certamente nunca perderá a sua relevância, pois pode atender todos os usuários, até os app lovers, e contrário não é tão simples para muitos usuários que ainda não se habituaram com tantos ícones e ainda mantém a www culture.

No entanto, os sites perdem muito na facilidade de navegação em smartphones, devido ao atraso de desenvolvimento. Chamamos isto de responsividade do site – o quanto ele propicia uma navegação no smartphone com o nível mais próximo de um notebook.

Existem ótimas ferramentas que gera rapidamente uma versão mobile do site da empresa, a partir da versão tradicional com resultados muito bons. Outra questão importante é o investimento: converter um site desktop em um site mobile pode custar menos que a criação de um app.

Uma vantagem dos sites é não pesar na performance dos aparelhos, já que podemos apenas abrir páginas de navegação.

Podemos concluir que esta escolha precisa ser muito bem avaliada para expandir seu negócio nos mundo mobile.

O importante é alcançar seus clientes com uma ferramenta atraente e muito fácil e segura de usar. As dicas a seguir ajudam nisso.

Mobile Commerce: cuidados para potencializar a experiência do cliente

Tanto por aplicativos quanto por site, o cliente continua usando a tela pequena e portanto alguns recursos e cuidados específicos devem ser tomados. Vamos destacar alguns, mas um especialista em Marketing Digital poderá orientar com novos que surjam.

  • Crie conteúdos em blog ou site tradicional (se ele existir) para que as pessoas conheçam a opção mobile e orientem claramente como instalar, cadastrar-se e usar.

 

  • Mesmo que você esteja começando um negócio diretamente no mobile, é imprescindível usar um blog para as estratégias de marketing digital e para que muito mais pessoas encontrem seu produto e sua plataforma de venda.

 

  • É fundamental dar ao cliente a opção de notificações por SMS, e que ele receba notícias, promoções e avisos. Mas com moderação, se você vende vários produtos, o marketing digital te ajudará a envolver cada cliente naquilo que é de interesse – e também, mas com naturalidade, envolver nos itens relacionados.

 

  • Praticidade e agilidade de resposta. Dois itens fundamentais para quem vive correndo, como os usuários de celulares. Invista em soluções que sejam as mais intuitivas possíveis. Lembre-se, ele pode fechar uma compra no espaço de 10 minutos de metrô e esperar a entrega em 5 dias. Com você ou a concorrência.

 

  • Evite recursos que prejudiquem a navegação: ícones e botões muito pequenos, excesso de texto em letras pequenas. Isto desestimula o uso.

 

  • Cuidado especial com as imagens. É comum vermos, especialmente nos sites, erros de exibição e isto passa uma imagem pouco profissional, prejudicando a confiança do cliente.

Mobile Commerce: planeje, mas não pense demais!

Tudo no mundo digital anda em alta velocidade e devemos empreender com muito estudo e responsabilidade, mas sem perder o time. Argumentos como meu celular quebrou e não posso começar não podem impedir que você invista no seu negócio.

Uma ótima dica para reduzir ao máximo o tempo parado com o seu smartphone é levar em uma assistência técnica qualificada, como a iCaiu, especializada em iPhone.

Você não perde tempo e pode pensar na troca quando os primeiros lucros do seu negócio entrarem!

 

Esperamos que esta artigo tenha ajudado a começar o desenvolvimento do seu mobile commerce.

Sucesso!

 

O Marketing Digital faz seu negócio de Importação crescer. Veja como!

Muito se fala hoje em dia do Marketing Digital, do poder revolucionário que ele tem na forma de comercializar e nas relações sociais e de consumo. Mas você sabe o que é?

Marketing Digital é o conjunto de estratégias e ações que pessoas e empresas desenvolvem e implementam na Internet, por meio de todos os dispositivos eletrônicos disponíveis, para alcançar os resultados tradicionais do marketing:

  • Criar, consolidar e aumentar a visibilidade da marca no mercado digital.
  • Formar, fidelizar e aumentar o público-alvo do seu produto.
  • Gerar mais negócios, vendas e recorrências de negócios.

Grande parte do mundo hoje em dia está conectado. Se relacionando, ganhando conhecimento, gerando informação. E as pessoas estão consumindo na grande rede. E muito.

Não há mais fronteiras para fazer negócios quando estamos na internet. Basta usar as ferramentas certas com profissionais de qualidade.

O Marketing Digital faz seu negócio de Importação crescer. Veja como neste artigo.

Quais as vantagens do Marketing Digital?

A lista é grande, mas podemos focar em 4 itens fundamentais:

1. Alcance ilimitado

A Internet é uma imenso e movimentado all day long market onde todos, sem exceção, tem a oportunidade de ser vistos. E por ela passa o maior público consumidor: o planeta.

Nada escapa ao olhar dos bilhões de usuários. Você pode ir dormir e acordar com novas vendas na caixa de e-mails.

É neste ambiente que o Marketing Digital, bem direcionado, fará toda a diferença.

Para um negócio de Importação, o alcance global é essencial, para conquistar o mercado-alvo e despertar interesse em fornecedores e formadores de opinião (seus maiores garotos-propaganda).

2. Foco na individualidade

Todos nós, como consumidores, queremos mais do que ser abordados e aceitar ou recusar um produto. Queremos compartilhar experiências e nos sentirmos únicos.

Mas isso é possível num mercado onde centenas, milhares de oportunidades ao dia?

Com o Marketing Digital, sim.

A experiência do usuário é a base de todo o trabalho, com diversos estudos e, principalmente, conteúdo (informação) direcionado e com qualidade.

Na Importação isto faz muita diferença, uma boa estratégia de conteúdo conduz clientes a desejar produtos com qualidade, melhor preço e segurança, derrubando os mitos que a compra no exterior ainda tem.

E há a exclusividade – artigos de luxo ou itens que não tem similar no Brasil.

3. Ênfase na mensuração

A implementação e avaliação dos resultados das ações e campanhas no Marketing Digital é all the time.

Você pode acordar com medições de usuários que navegaram no site, que produtos clicaram durante a noite, e tudo isto tabulado por vários fatores – idade, classe econômica, região, gênero.

É uma atividade contínua, da sua equipe ou de um profissional contratado, visando extrair dados que confirmem as estratégias ou se é preciso fazer ajustes.

4. Campanhas direcionadas

A Internet, em especial o Google, permitem que todo este mercado potencial seja tabulado, como falamos no item anterior, e que as campanhas sejam totalmente direcionadas ao público-alvo dos seus produtos.

Se você vai focar na Importação de smartphones, as métricas e configurações existentes permitem traçar o perfil do seu público e direcionar as campanhas. Além disto, as publicações de conteúdo criam o engajamento social, no site/blog e redes sociais.

E são campanhas que podem ser monitoradas permanentemente, antecipando mudanças do seu negócio – legislação influenciando em preços, maior ou menor restrição de compra, etc.

Mitos do Marketing Digital?

O Marketing Digital convive com dois mitos que a realidade desfaz rapidamente:

  1. Fazer MD é caro. Certamente que não. O custo de montagem de estratégias e de campanhas é proporcionalmente muito inferior ao modelo tradicional, além de ser mais eficaz. E é configurado e rapidamente revisto conforme os objetivos e necessidades do negócio.

 

  1. Preciso contratar um especialista. Você pode aprender MD com excelentes profissionais em cursos online de marketing e muitos sem data de expiração, você faz a sua agenda. Mas acredite: se preferir focar na gestão do negócio, um profissional qualificado é um investimento menor do que você imagina e com comprometimento com seus resultados.

Conhecer seu negócio é o maior aliado do Marketing Digital

Uma equipe de Marketing Digital sabe obter o máximo de informações para colocar seu negócio no mapa comercial do mundo da forma mais eficaz.

Mas a experiência do dono que é a base do trabalho de MD.

E o mercado de Importação é altamente dinâmico.

Novos produtos a todo instante. Novos nichos interessantes. Variação de câmbio e legislação no Brasil. Mudanças nas políticas de compra de itens em alguns países.

É fundamental o domínio dos processos, das informações e das relações com as empresas parceiras para lidar com essa dinâmica.

E como se qualificar e obter ganhos mais rápidos com decisões melhores, inclusive no Marketing Digital?

Um Curso de Importação como o https://academiadosimportadores.com é uma ferramenta essencial para qualificar o profissional para o negócio como um todo, e também alinha cada aspecto e objetivo do risco com o mundo digital.

Qualificação em Importação com um profissional de Marketing Digital é a parceria que vai potencializar suas vendas e seus lucros no grande mercado global!

 

Quais são os segredos para uma Pousada bem sucedida no Brasil? Você pode ter uma delas!

Empreender nunca é um projeto fácil, por mais que a gente se sinta preparado para administrar tantas questões para abrir um negócio e muitas outras para manter e fazer crescer.

E quando falamos de empreender no Brasil, um país continental, tudo fica mais desafiador, com uma legislação tributária complexa e uma infraestrutura que ainda deixa muito a desejar, principalmente em transporte e burocracia.

Porém, quem tem o sangue de empreendedor, transforma tudo isso em desafios, claro que com a grande dose de realismo, mas sem perder o desejo de vencer sendo independente e protagonizando no mercado.

As Pousadas além de um empreendimento bastante lucrativo – se bem administrado – são extremamente prazerosas ao lidarmos com a satisfação pessoal de famílias e casais, proporcionando momentos inesquecíveis.

E todos nós certamente já pudemos usufruir de hospedagens charmosas, elegantes, em lugares paradisíacos, e pensamos: por que não investir em uma Pousada?

Vamos falar um pouco do que quais são os segredos para uma Pousada bem sucedida no Brasil? Você pode ter uma delas!

1. O sucesso de uma Pousada começa com um Plano de Negócio

O Plano de Negócios é o primeiro e um dos mais importantes documentos que um empreendimento vai exigir. Ele é o planejamento detalhado do que queremos implementar, de que forma, quando e com que recursos – financeiros ou não.

É nele que vamos começar a definir:

  • Que produto ou serviço queremos criar.
  • Onde ele será instalado.
  • O que os clientes em potencial esperam de um produto com as características do que queremos criar.
  • Quem é e onde está o público-alvo.
  • O valor de investimento e a destinação dele – equipamentos, ponto comercial, pessoal, materiais, marketing e outros itens, a lista é grande e deve ser pensada nos detalhes.
  • Prazo de retorno conforme a montagem de todos os itens anteriores.
  • Cenários social e econômico que podem favorecer ou prejudicar o negócio.
  • Os processos que precisarão existir para administrar o negócio da forma como ele foi desenhado para prever custos – por exemplo, se vamos instalar uma pousada em Visconde de Maua, é preciso pensar em veículo para buscar mercadorias e negociações com fornecedores locais em preços melhores.

Dificilmente um negócio conquista um resultado sustentado se não houver um Plano de Negócios extremamente detalhado e pensado de forma realista, para definir se o projeto tem viabilidade financeira e pode, inclusive, captar investidores.

2. Essencial: definir o público-alvo de forma realista

São os clientes que sustentarão o seu negócio. É uma afirmação óbvia, mas quantos negócios promissores você viu ruírem porque entregavam algo diferente das expectativas dos clientes?

Você conhece bem os clientes que podem comprar os serviços da sua Pousada? Quem vai frequentar o recanto que você quer abrir naquela serra paradisíaca?

Este item faz parte do Plano de Negócios mas precisa de uma dedicação exclusiva e constante. É das definições dele que sairão a expectativa de ocupação  e o perfil econômico, que definirão o preço da diária.

Definições incorretas aqui, acredite, podem fazer sua Pousada ficar vazia em um feriado.

Um belo exemplo deste conhecimento do público-alvo é a Pousada Recanto da Serra, em Visconde de Maua, que recebe – e atende com qualidade – casais que gostam de curtir a natureza e fazer trilhas, casais que curtem a culinária mineira ou querem viver momentos especiais.

3. Conhecer profundamente a sua concorrência

Ter concorrência é saudável.

Instalar uma Pousada isolada numa praia selvagem pode ser uma cartada de mestre. Mas será que a região terá infraestrutura e serviços que atendam o seu negócio? Ou você pagará muito caro para ter cada um deles?

Se o preço da diária pagar tudo e deixar lucro, ótimo. Mas é fundamental pensar nisso a longo prazo e na dependência maior (custo) que temos do entorno quando estamos sozinhos.

Estar perto de concorrentes permite entender como é a dinâmica de atendimento de uma Pousada, o que eles entregam e o que você pode fazer de único para atrair mais clientes. Uma boa ação é hospedar-se nelas em tempos de alta e baixa e perceber quais são os planos delas.

Concorrente não é quem vende o mesmo que você. É quem vende pro seu cliente.

4. Ter um mercado fornecedor amplo e de qualidade

Este item muitas vezes é subestimado no planejamento inicial e até no dia a dia. E muitas vezes viramos reféns de fornecedores caros, porque não temos uma carteira ampla para negociar, ou fornecedores de qualidade duvidosa, porque atendem mais rápido mas não nos planejamos para buscar opções programadas e mais baratas.

É importante lembrar: uma Pousada lida com satisfação emocional de cliente no sentido mais básico. Não é bom para o negócio ver clientes insatisfeitos com um café da manhã pequeno ou com produtos fracos, ou quartos mal conservados.

5. Marketing: a chave para transformar os planos em sucesso

Planejar corretamente as estratégias de Marketing para a sua Pousada é fundamental para investir nas formas eficientes para atingir o público-alvo definido.

Neste ponto, o Marketing Digital faz toda a diferença.

  • Pesquisas de mercado mais rápidas e mais assertivas.
  • Um site e um blog que conversem com os clientes muito antes da venda.
  • Redes sociais leves, dinâmicas e elegantes.
  • Conteúdo atraente dos assuntos que serão publicados, para criar um engajamento dos clientes com a sua marca e para gerar possíveis vendas sem anúncios.
  • Anúncios pagos nas redes sociais.

Também é importante avaliar constantemente os resultados para definir que meios são mais eficazes a cada momento.

Esperamos que estas dicas sejam úteis para que você possa ser bem sucedido na sua Pousada!

 

Vamos falar de 5 dicas infalíveis de Marketing Digital para sua startup investir e crescer!

Vivemos uma era onde o mundo digital não é mais uma novidade que não sabemos até onde vai. E o Marketing Digital aproxima as empresas do grande público consumidor (e investidor) de uma que nunca poderíamos imaginar nos recursos do mundo físico.

Então, não há motivos para que as estratégias digitais fiquem de fora ou em segundo plano na sua empresa. Nas startup – digitais, baseadas na repetição e na escalabilidade – o Marketing Digital se torna ainda mais importante, fortalecendo as relações do mercado consumidor e criando um canal de comunicação muito mais ágil e de resultados mais rápidos.

Cada startup deve eleger as estratégias mais adequadas ao seu perfil de negócio, mercado consumidor e metas. Mas aqui vamos falar de 5 dicas infalíveis de Marketing Digital para sua startup investir e crescer!

Dica 1: invista tempo para conhecer profundamente o seu público-alvo.

Podemos ter o produto ou serviço mais inovador do mercado em mãos, mas será que temos um mercado que se interesse por ele? Será que ele resolve as dores destas pessoas?

Se respondermos não a uma destas perguntas, certamente temos apenas uma boa ideia. Por este motivo é muito importante fazermos muitas pesquisas para entender quais os problemas que as pessoas tem com uma determinada situação e quem são estas pessoas – idade, gênero, local, renda mensal, hábitos, expectativas.

É um trabalho que, se for feito com prioridade, tempo e muito estudo, reflete numa massa de pessoas com potencial para ser seus clientes.

Dica 2: uma combinação site/blog que crie audiência e engajamento.

Vivemos a era das experiências de consumidor e de usuário. E as pessoas não querem mais simplesmente pesquisar, ver as características, ouvir uma conversa de vendedor que as influencie a comprar. Não querem se sentir apenas como uma presa na selva do mercado.

Elas sabem que tem o poder e querem fazer com que uma compra seja uma experiência de conhecimento que as deixem seguras sobre as escolhas de consumo que fazem.

Por isso é tão importante investir em um site leve e menos engessado – como a maioria das empresas ainda produz para dar apenas informações básicas sem atrativos – combinado com um blog com informação:

  • Relacionada: não falar apenas e diretamente do seu produto, mas de temas que criem envolvimento e engajamento nas pessoas e uma audiência, por onde outros conteúdos atrairão elas para seu produto naturalmente. Por exemplo, se seu negócio é uma plataforma de empréstimos online, falar de como consumir melhor, como evitar o cheque especial, são assuntos de grande interesse e que mantém as pessoas em seu blog, aumentando a visibilidade dele.
  • Empática: uma linguagem que fale de situações reais – de forma que as pessoas se identifiquem e deem credibilidade ao conteúdo – e que seja próxima da audiência – evitar textos técnicos demais ou relaxados demais.

Seu blog precisa ser dinâmico. Não adianta postar um belo artigo sobre como evitar o cheque especial hoje e postar outro daqui a um mês. As pessoas investem seu tempo em uma rotina de artigos que se relacionem, criando um interesse crescente. E no exemplo dado – finanças – o que não falta são informações e novidades.

O grande objetivo do blog deve ser criar uma imagem de conhecimento e autoridade perante um número crescente de potenciais clientes.

Dica 3: invista fortemente no SEO para o seu conteúdo.

A qualidade do conteúdo é fundamental, como falamos anteriormente. Mas ela, sozinha, não leva seus artigos ao seu público.

É preciso investir em SEO, o conjunto de técnicas que diferenciam e aumentam a visibilidade do seu conteúdo na grande rede. O Google é o grande mundo onde estas técnicas terão efeito e ele ranqueia cada postagem segundo uma série de critérios.

Você pode estudar SEO, existem muitos e ótimos cursos a respeito e a preços muito bons. Mas também precisará acompanhar as mudanças, novos recursos e ferramentas mais ágeis ou precisas, e principalmente as novas regras do Google. Então recomendo que contrate um Consultor de Marketing Digital que tenha especialização em SEO. Os resultados aparecerão mais rápido.

 

Dica 4: presença com qualidade nas redes sociais – e as corretas.

As redes sociais são, sem dúvida, a forma mais poderosa de comunicação rápida com o maior volume de pessoas ao mesmo tempo.

E a sua startup precisa estar lá, com páginas corporativas leves, atraentes e replicando muito do conteúdo que for gerado no site/blog e acrescentando notícias, pois ali a dinâmica delas é melhor percebida.

Porém, não se preocupe em estar em todas as redes sociais, aposte nas mais efetivas para o seu modelo de negócios. Um Instragam, que é uma rede social visual, certamente não agrega muito para um negócio de consultoria de TI, por exemplo. Com certeza o Facebook e o LinkedIn são mais adequadas. Melhor investir mais naquelas que podem trazer mais retorno de cliques, comentários, contatos e acessos aos links compartilhados nelas.

Dica 5: tráfego orgânico é ótimo, mas não deixe de investir em anúncios.

Site/blog envolventes e criam engajamento, conteúdos com qualidade e otimização com SEO são um belo pacote para criar oportunidades organicamente – sem custos.

Mas não abra mão de investir em anúncios pagos, especialmente no Facebook. Em algumas situações e momentos, eles são mais efetivos e complementam a estratégia de atingir mais clientes. Seu Consultor de Marketing Digital poderá dar as opções e a forma de construí-los, mas você pode também estudar por conta própria.

Lembre-se: sua empresa nasceu pra ganhar dinheiro na Internet!

Uma startup é uma empresa que nasce para monetizar no mundo digital. É a essência dela. E isto deve ser levado para todas as atitudes e decisões de Marketing Digital.

Sempre buscar as últimas tendências, renovar métricas e ferramentas, estudar muito e sempre este universo que muda constantemente – o que é muito bom. O Marketing Digital deve estar presente como o grande condutor do negócio.

Um grande exemplo desta visão é a Simplic, uma startup de empréstimos on-line que tem como fonte principal de receita a internet.

Então, invista como a Simplic no mundo digital e muito sucesso para você!

3 cursos online de Copywriting que vão prendê-lo completamente!

Se você ama escrever, então se tornar um Copywriter soa muito legal, não é?

Mas a questão é: por onde você começa? O mundo dos Copywriting pode ser complexo e obscuro se você não souber onde começar.

Felizmente, existem ótimos cursos on-line de Copywriting que ajudarão você a aprender os truques do comércio, aprender os detalhes da execução de um negócio de Copywriting e construir um portfólio vencedor de Copywriters ao longo do caminho.

Dos três cursos que estou prestes a revelar, sugiro que você escolha o terceiro. E isso vem da experiência pessoal.

Sim. Fiz esse mesmo curso (administrado pelo Blackford Centre of Copywriting) há uns 6-7 anos. Foi a minha porta de entrada para o mundo dos freelancers de Copywriting de sucesso, e eu nunca olhei para trás desde então.

Mas eu não queria ser completamente parcial. É por isso que escolhi outros dois cursos de redação on-line que também fazem um excelente trabalho.

Conheça todos os fatos, compare-os e veja o que funciona melhor para você…

E.MARKETEERS.COM

Muito experientes em todo o jogo de marketing e publicidade, são especialistas em ajudá-lo a obter firmeza na escada Copywriting.

Eles prometem desmistificar a linguagem técnica on-line – é um ajuste perfeito para quem não quer passar a vida inteira usando o jargão.

Com uma variedade de cursos para escolher, você pode escolher o que mais lhe convier.

Você quer melhorar suas habilidades em SEO? Aprenda a planejar o conteúdo da web? Ou simplesmente obter uma atualização geral sobre como escrever para a web?

Um curso on-line de SEO um dia ajudará você a aperfeiçoar suas habilidades, enquanto que, depois de algo mais intensivo, você poderá experimentar uma de suas sessões de treinamento internas.

Bom para Copy mas talvez não seja o melhor como um curso de redação completa de redação.

THE WRITERS BUREAU

Se você é totalmente novo em Copywriting e deseja obter o básico primeiro, então este curso pode ser o escolhido para você.

Este curso on-line de 100% leva você passo a passo através de todos os diferentes aspectos do Copywriting – da escrita de comerciais e da cópia de RP ao conteúdo para a Internet.

O que é ótimo neste curso é que você recebe algumas aulas dedicadas – com alguém do outro lado para dar e marcar tarefas, e dar a você alguns comentários construtivos.

E se você não receber um feedback adequado em um período fixo, você será reembolsado.

THE BLACKFORD CENTRE

Outro curso somente on-line, este é perfeito para aqueles que querem obter conselhos de verdadeiros especialistas. Todos os tutores neste curso são redatores experientes – o que significa que você receberá dicas e sugestões sobre o que realmente funciona e não apenas a teoria.

Você será conduzido por 11 diferentes tarefas interativas, projetadas para abordar diferentes aspectos do Copywriting. Com o suporte completo por e-mail de um professor particular – e até mesmo um número de telefone para entrar em contato com o Centro, você pode ter certeza de que não estará abandonado se ficar preso em algum ponto.

E você não vai aprender apenas como se tornar um ótimo redator. Você também descobrirá como administrar seu próprio negócio autônomo. Como procurar e ganhar empregos. E você será adicionado ao banco de dados de redatores – e, mais do que provavelmente, receberá empregos pagos reais ao longo do caminho.

Este é provavelmente o mais abrangente de todos os cursos on-line de redação que você pode encontrar. E a um preço bem razoável. É perfeito para iniciantes. E tão bom para profissionais experientes que querem aperfeiçoar suas habilidades.

Foi o primeiro passo na minha ascensão pessoal ao sucesso de Copywriting.

 

8 cursos gratuitos de Marketing de Conteúdo e Copywriting

Independentemente de você ter dado um conteúdo ou não para escrever na web, é seguro dizer que na maioria das situações é necessário um pouco de treinamento.

Escrever conteúdo online definitivamente parece bastante fácil, mas na verdade existem muitos tipos diferentes de conteúdo que são publicados, todos com diferentes necessidades de marketing.

Você tem que pensar mais do que apenas as palavras em uma página. Considerar:

  • Você vai tentar otimizar com palavras-chave, semântica, links internos?
  • Como você vai determinar o público que está respondendo mais e, em seguida, como você vai escrever para um público diversificado?
  • Se você estiver escrevendo para outro blog ou tiver vários autores para o seu blog, como garantirá que todo o texto tenha um tom e estilo consistentes?
  • Você deve contratar escritores especialistas no assunto ou escritores especialistas em escrever conteúdo on-line? Em certas indústrias, pode ser difícil encontrar os dois.

Quanto você vai pagar aos escritores?

Quantos artigos você pode escrever e publicar por semana?

Quem vai gerenciar o conteúdo? Você precisa pensar em responder a comentários, certificar-se de que os links não estejam quebrados, etc.

Quando se trata de marketing de conteúdo, que relatórios do Analytics você vai usar para tirar conclusões? Quem postará conteúdo online?

Como você incorporará diferentes tipos de conteúdo – vídeo, infográficos, livros eletrônicos, pesquisas, resenhas, entrevistas etc.?

A moral da história, há tantas coisas diferentes a considerar quando alguém fala com você sobre marketing de conteúdo e escrita. Parece fácil, mas mesmo os pontos acima apenas arranham a superfície das perguntas que você precisa fazer ao criar uma estratégia .

Felizmente, existem milhares de cursos on-line gratuitos que podem ajudá-lo a aprender.

8 cursos gratuitos de Marketing de Conteúdo e Copywriting

Muitas vezes, um artigo simples com informações (ou até mesmo um guia) não será suficiente, e pode ser quase impossível reunir um monte de artigos para criar uma aula coesa por conta própria, portanto, um curso completo está em questão.

Começarei dizendo que não fiz todos os cursos listados abaixo, mas tomei alguns, e conheço pelo menos uma pessoa que recomendou os outros.

Skillshare Courses

O Skillshare permite que você comece gratuitamente por 14 dias, e depois disso é uma taxa anual de US$ 96,00. Depois de pagar pela associação, todas as aulas são gratuitas. Se você não quiser comprar uma assinatura, os cursos abaixo podem ser adquiridos separadamente por um valor entre US $ 10 e 20. Ainda assim, adicionei-os à lista porque você pode obter alguns cursos gratuitos durante sua avaliação de 14 dias.

The Modern Marketing Workshop

Este curso é ótimo por causa da pessoa que o administra – Seth Godin. Ele discute mostra como criar uma estratégia de marketing moderna a partir do nada. Mesmo que você já tenha algum tipo de estratégia, o curso foi criado para gerar um projeto de marketing usando as 11 perguntas de Godin para ajudar a orientá-lo.

Você também terá que identificar suas prioridades, conceitos para usar e escrever descrições e sua história. É ótimo porque até o final você tem algo pronto para ir em vez de apenas ter o conhecimento para juntar algo mais tarde.

Become a Better Blogger

Este é um curso de Andrea Goulet Ford, da BrandVox, uma empresa que ajuda os líderes de negócios a desenvolverem personalidade de negócios e garantir que você receba a mensagem certa para as pessoas certas (essencialmente, marketing de conteúdo com um grande foco nas palavras da página).

Ford era um nome desconhecido para mim, mas seus seguidores leais parecem jurar pelo conselho dela, então eu dei uma chance ao curso e fiquei muito impressionado. Ela trabalhou com agências governamentais, empresas da Fortune 500 e muitas outras em todo o quadro.

Este assunto é um que parece bastante simples, mas o planejamento pode ser muito complexo. Como a aula de Godin, ela ajuda você a criar uma biblioteca de recursos para referência futura e garante que você saia com três meses planejados para o seu conteúdo on-line.

Udemy Courses

Udemy é provavelmente a plataforma mais popular para os comerciantes on-line quando se trata de aulas gratuitas. Eles têm opções gratuitas, bem como opções pagas, e oferecem mais de 32.000 cursos, 18.000 instrutores e mais de 80 idiomas.

Content Marketing For B2B Enterprises

Este curso é obviamente melhor para empresas B2B, mas vale a pena mencionar porque é uma das poucas boas classes da Udemy gratuitas.

O curso é de William Flanagan, CEO e fundador da Audienti, e é ótimo porque usa cenários reais com os quais Flanagan lidou em seu próprio negócio e em seus clientes.

Há seis seções para a turma, incluindo Criação de conteúdo relevante, Publicação de conteúdo para conversão e Obtenção de conteúdo na frente de seu público-alvo.

WordPress Basics: How To Manage Your Website

Isso pode parecer pouco convencional, mas parte do marketing de conteúdo é saber como tirar proveito de tudo que o WordPress tem a oferecer.

Isso é importante para SEO e também para a experiência do usuário. O curso abrange posts vs. páginas, o Editor de Conteúdo, arquivos de mídia, categorias e tags, widgets de conteúdo e pequenas opções mais confusas que você tem.

É definitivamente um curso básico e melhor para iniciantes, mas necessário se você tiver alguma dúvida sobre o que o WordPress pode oferecer.

Coursera Courses

Cursos Coursera estão em ascensão. A plataforma de ensino é parceira das melhores universidades e organizações do mundo todo e facilita a inscrição de qualquer pessoa (da mesma forma que a Udemy, exceto que é um pouco mais cara e funciona com faculdades e universidades).

O Coursera também tem uma das maiores bibliotecas de cursos em todas as diferentes categorias, por isso esta é uma das minhas plataformas favoritas.

Content Strategy For Professionals (1 & 2)

Na verdade, existem duas partes no curso, a primeira intitulada “Envolvendo audiências para sua organização” e a segunda intitulada “Expandindo o impacto e alcance de seu conteúdo”.

As duas são de seis semanas de estudo e totalmente gratuitas, embora você tenha a opção de obter um certificado verificado da Northwestern University para concluir o curso por US $ 49,00.

O curso diz que ele foi projetado para empresas iniciantes com fins lucrativos, sem fins lucrativos, voluntárias e governamentais, e é uma ótima maneira de aprender alguns dos fundamentos do marketing de conteúdo e como ele pode se relacionar com uma estratégia de negócios como um todo. todo.

High-Impact Business Writing

Este é o único curso da lista que não é gratuito, mas custa apenas US $ 35 por 8 horas de vídeos, leituras e questionários, o que é bastante barato para um curso do Coursera da Universidade da Califórnia, em Irvine.

Este curso é único porque é uma das poucas opções que enfatizam o ato real de escrever, em oposição ao marketing de conteúdo.

Ele ensina como escrever e se comunicar efetivamente no mundo dos negócios. Naturalmente, muito disso está sendo escrito para um público on-line e publicações on-line (embora isso signifique escrever propostas comerciais, memorandos, etc.).

Se você está aprimorando suas habilidades de redação, esse curso único é uma ótima opção.

Este curso é na verdade parte de uma série de 10 cursos chamada Career Success Specialization, que você pode optar por obter no link acima.

Cursos Website em geral

Se você ficar de olho, notará que diferentes agências e empresas da Web oferecem cursos ministrados por seus profissionais. Abaixo estão dois dos meus favoritos:

HubSpot Inbound Certification

Este curso não se concentra especificamente em escrever ou marketing de conteúdo, mas vale a pena mencionar se você está interessado em saber como essas duas áreas ajudam uma estratégia on-line como um todo.

Você aprende tudo, desde criar landing pages, fechar vendas e muito mais.

A HubSpot é um dos principais recursos de marketing da web com alguns dos melhores conteúdos apresentados em seus cinco blogs, portanto, seu curso é, sem dúvida, de primeira linha. Depois de passar no curso, você recebe um crachá personalizado e um certificado que pode ser exibido em seu site, assinatura de e-mail, perfis do LinkedIn, etc.

Online Marketing Institute: Content Storytelling Rules for the Digital Marketer

Assim como o Skillshare, o Online Marketing Institute oferece uma avaliação gratuita que permite que você experimente os cursos que desejar.

Eles têm 70 classes diferentes de marketing de conteúdo para escolher, classificadas por nível Iniciante, Intermediário e Avançado.

A aula Content Storytelling é bastante singular porque ajuda você a entender os fundamentos da narrativa e como você pode ser criativo para que seu conteúdo seja mais envolvente.

Criatividade é algo que muitas empresas não têm, por isso este é um curso legal se pretender sair da sua zona de conforto.

Claro, essa lista não é uma lista completa.

Eu recomendo visitar aqui para mais opções, e se você souber de outros cursos on-line gratuitos sobre marketing de conteúdo e escrita que o ajudaram no passado, por favor, compartilhe conosco.

O que uma empresa de Marketing Digital faz?

Para se manter competitivo no mundo atual de conhecimento eletrônico, você deve criar e manter uma sólida presença on-line. Isso requer muito mais do que lançar um site e perfis em plataformas de mídia social – porque a concorrência no mundo on-line é feroz.

Cada um de seus concorrentes adicionou marketing on-line à sua estratégia de marketing – muitos deles recorrem a uma empresa de Marketing Digital para obter assistência. Se você já se perguntou o que exatamente uma empresa de Marketing Digital faz, você veio ao lugar certo.

O que é Marketing Digital?

 

O Marketing Digital é um termo amplo usado para descrever uma ampla gama de funções de marketing on-line. Como um todo, o principal objetivo de uma empresa de Marketing Digital é fazer 3 coisas:

1. Aumentar sua presença online.

2. Realizar pesquisa de mercado.

3. Integrar seus perfis e plataformas online.

O que uma empresa de Marketing Digital faz?

 

O que exatamente uma empresa de Marketing Digital faz? Dentro dos 3 objetivos principais mencionados acima, cai uma infinidade de caminhos.

Embora você não precise de todos eles de uma empresa externa – ou de todos eles para sua empresa, eles incluem funções como:

Design do site
Otimização de sites
Otimização de Conteúdo
Restauração de conteúdo
Desenvolvimento de aplicativos
Marketing de Mecanismo de Busca
Marketing de mídia social
Marketing e Integração Móvel
Colocação de anúncios online
Cross Platform Marketing
Marketing de e-mail
Branding Online
Reportar o ROI das Estratégias e Táticas Digitais
Estas são apenas algumas das razões pelas quais você pode recorrer a uma empresa de marketing externa. Ao selecionar uma empresa externa para fazer parceria, é essencial que você analise o que ela cria e distribui on-line.

Não há ninguém que conheça sua empresa e sua marca melhor do que você e você não quer correr o risco de gerar informações imprecisas em seu nome.

Na verdade, dados on-line imprecisos têm um impacto negativo na linha de base de 88% de todas as empresas, mesmo que os dados imprecisos tenham sido um erro honesto. Dito isso, o valor da terceirização de projetos digitais é tão alto que as agências digitais no Reino Unido devem crescer 30% em 2014 – por isso, é essencial que você encontre um equilíbrio entre a terceirização e sua participação interna.

Você pode fazer parte do seu Marketing Digital internamente?

Você pode fazer parte do seu Marketing Digital internamente, basta determinar qual parte de suas estratégias de Marketing Digital seus funcionários têm o conjunto de habilidades para realizar com sucesso.

Como proprietário de uma pequena empresa, você pode não ser grande o suficiente para ter uma posição de marketing em tempo integral ou uma posição de Marketing Digital em tempo integral.

É provável que você esteja mais focado em pessoal com experiência relacionada diretamente ao seu setor. No entanto, você pode ter alguém cuja função de meio período seja executar parte de seu Marketing Digital, mesmo que eles passem a maior parte do tempo realizando outras tarefas.

Aqui estão alguns exemplos de tarefas que você pode manter internamente.

Faça com que uma empresa externa projete seu site, mas atualize páginas, conteúdo e publicações de blog internamente.
Para garantir que toda a comunicação seja elaborada de uma maneira que melhor represente sua marca, você gerencia suas postagens de mídia social, mas faz com que uma empresa externa gerencie seu marketing social pago.
Você cria seus press releases, conteúdo do blog e artigos on-line, mas faça com que uma empresa externa distribua seu conteúdo on-line.
Contrate uma empresa externa para criar vídeos profissionais de marketing, mas você os coloca em seu site, mídia social e perfis online.
Contrate uma empresa externa para criar seu conteúdo de marketing por e-mail ou outro conteúdo on-line, mas você gerencia a distribuição.
Sua equipe de marketing interna cria seus temas e materiais de marketing, mas você depende de uma empresa externa para gerenciar e implementar o marketing on-line e entre plataformas.
Faça uma empresa externa realizar sua pesquisa de mercado, como: as palavras-chave mais relevantes neste trimestre, as plataformas de mídia social que seu público-alvo usa e pesquisando nichos dentro do seu público-alvo.

O que você escolhe fazer internamente depende inteiramente de você.

Apenas certifique-se de ter um plano mensurável – com um cronograma claro e um método de prestação de contas. Alguns proprietários de empresas colocam seu Marketing Digital inteiramente nas mãos de uma empresa externa – para que possam investir todo o seu tempo e energia na construção de relacionamentos com clientes.

Se você optar por seguir esse caminho, mantenha-se em contato com sua empresa externa para garantir que entende totalmente onde está seu foco e seu ROI.

Seja qual for o caminho escolhido, você ou um dos membros de sua equipe precisará se familiarizar com a terminologia e o básico do Marketing Digital para garantir uma compreensão completa de tudo o que está sendo realizado.

Como as mídias sociais se encaixam no cenário?

A mídia social sempre vem à mente ao fazer a pergunta: o que uma empresa de Marketing Digital faz?

Com 52% de todas as empresas tendo garantido pelo menos um novo cliente no Facebook durante 2013 e a maioria das plataformas de mídia social oferecendo novos métodos de marketing negócio – esse número tem o potencial de aumentar significativamente.

Os orçamentos de mídia social para pequenas e grandes empresas devem pelo menos dobrar nos próximos 5 anos.

Onde a mídia social fica complicada, ela é projetada para envolver amigos, fãs e seguidores – o que demanda tempo e consistência. É improvável que a mídia social gere leads durante a noite, e o ROI é um pouco difícil de medir.

No entanto, ter perfis nas plataformas de mídia social em que seu público-alvo está ativo é essencial para sua relevância on-line.

A maioria das empresas gerencia suas interações cotidianas com clientes em suas plataformas de mídia social e algumas (se não todas) de suas postagens de mídia social.

Ao gerenciar perguntas, comentários e mensagens privadas internamente, uma empresa externa pode gerenciar publicidade paga, direcionar tráfego para suas plataformas de mídia social e fornecer assistência na otimização de postagens.

Se você terceirizar todas as suas responsabilidades de mídia social, pense em como gerenciará as dúvidas e perguntas dos clientes. Embora uma empresa externa possa fazer um trabalho excepcional ao gerar novos gostos, fãs e seguidores, eles não poderão responder às suas perguntas específicas.

Como os clientes utilizam as mídias sociais como uma forma de atendimento ao cliente on-line, você deve ter um plano para responder a perguntas diretas.

Atualmente, apenas 39 em cada 100 empresas no Reino Unido respondem diretamente às perguntas dos consumidores, o que significa que muitas consultas de clientes em potencial estão sendo perdidas.

Você não permitiria que sua empresa de Marketing Digital atendesse seus telefones, portanto, não permita que eles também respondam às suas correspondências de mídia social.

O Marketing Digital está sempre mudando e evoluindo

Agora que você pode responder ao aspecto geral do que uma empresa de Marketing Digital faz, há um fator adicional que você deve levar em consideração – o Marketing Digital está sempre mudando e evoluindo.

Mesmo que você seja capaz de completar muitas de suas estratégias e táticas de marketing internamente, as empresas de Marketing Digital são sempre as primeiras a saber quais são as formas mais avançadas, atuais e eficazes de promover seu negócio on-line.

Os algoritmos dos mecanismos de pesquisa estão sempre mudando, os métodos de marketing social estão sempre mudando e novos formatos de publicidade on-line e móvel estão sempre sendo desenvolvidos.

As empresas digitais sempre saberão mais sobre a criação e a promoção de mídia digital e economizarão tempo e energia para tentar acompanhar as tendências mais atuais do setor.

Embora seja essencial construir um relacionamento sólido com uma empresa de Marketing Digital de terceiros ou um punhado de terceirizados, é sempre essencial entender por que você está pagando – e como você pode medir o sucesso em quantias financeiras quantificáveis.