2 tipos de dados do cliente para aprimorar suas campanhas de marketing (Foto de Startup Stock Photos no Pexels)

2 tipos de dados do cliente para aprimorar suas campanhas de marketing

Na era digital de hoje, parece que o mundo nunca dorme. Como tal, grandes quantidades de dados são coletadas a cada minuto de cada dia. De fato, mais de 2,5 quintilhões de bytes de dados são criados todos os dias, e esse número só aumentará. 

Desde o rastreamento do consumo de conteúdo online e das consultas dos mecanismos de pesquisa até o registro do histórico de compras e das atividades de mídia social, uma quantidade intransponível de dados é gerada regularmente.

Agora, todos os aspectos da vida e das ações das pessoas podem ser traduzidos em dados – dados que podem ser processados ​​e analisados ​​para fornecer informações úteis para as empresas, por exemplo, como achar o número do PIS.

Na verdade, está transformando a maneira como as empresas identificam seus dados demográficos-alvo e descobrem o que seus clientes desejam.

A importância da análise de dados do cliente

Com a ajuda da big data, as empresas de hoje reúnem mais informações sobre os consumidores do que nunca. Os dados permitem que eles criem com precisão anúncios altamente segmentados e personalizados.

A coleta e a análise de dados do cliente não apenas ajudam sua empresa a melhorar suas campanhas de marketing, mas também permitem elevar outros aspectos da experiência do cliente, como recomendações de produtos, comunicações, programas de retenção e fidelidade e muito mais.

1 – Dados de identidade

O primeiro tipo de análise de dados do cliente investiga o núcleo do marketing de banco de dados – as informações mais básicas que identificam um indivíduo. 

Ele coleta o nome de um cliente, sexo, idade, número de telefone, endereço postal, endereço de email, profissão, identificadores de mídia social e informações da conta (ou seja, IDs da conta do cliente).

O grupo de dados de identidade é sua base para definir e criar as personas do comprador, fornecendo uma imagem clara de que tipo de pessoa está interessada em seus produtos e serviços. Isso permite que você determine o seu público-alvo.

Você pode coletar informações de identidade exclusivas do seu cliente quando ele assina seu boletim, quando faz uma compra ou quando se inscreve para uma associação. 

Se sua empresa usa uma ferramenta de CRM, você pode armazenar, organizar e centralizar essas informações em um só lugar. Você pode usar esses dados para filtrar segmentos de clientes, o que pode ser útil para personalizar campanhas de email.

2 – Dados descritivos

Entender seus clientes significa ir além do nome, idade e endereço de email. Você precisa se aprofundar para ter uma noção genuína das personas de seus clientes. É aqui que os dados descritivos entram em jogo.

O objetivo é reunir dados quantificáveis ​​sobre seus clientes para fazer previsões precisas sobre seu comportamento, oscilações sazonais e hábitos de compra. Você pode alinhar sua análise preditiva com suas estratégias de marketing e vendas para obter o máximo efeito.

Dados de identidade, bem como dados quantitativos, são conjuntos de dados que as empresas coletam automaticamente. Mas com dados descritivos, você precisa se esforçar para obtê-los. Você pode realizar entrevistas ou pesquisas detalhadas para adquirir as informações necessárias de seus clientes voluntariamente.

4 razões para sua estratégia de marketing incluir o WhatsApp

4 razões para sua estratégia de marketing incluir o WhatsApp

Por mais que o WhatsApp seja uma plataforma que ofereça conversa privada e mais conveniente, o marketing também é uma das estratégias que tem chamado a atenção de profissionais da área.

O WhatsApp é a plataforma de bate-papo mais popular do mundo, os as pessoas podem enviar mensagem de texto, chamadas em vídeo, envio de fotos, vídeos, entre outros. Permite acesso no celular ou no computador. Simples de baixar no yowhatsapp

A maioria dos profissionais de marketing acha difícil conseguir criar uma audiência no WhastApp. Porém, agora quando já se tem uma lista de público-alvo para a plataforma, com os dados de clientes, fica mais fácil.

Outra preocupação que os profissionais de marketing encontram é que eles não querem ser invasivos, enviando uma mensagem direta ao cliente através do WhatsApp. Porém, com mensagens inteligentes, relevantes, é possível alcançar o resultado esperado sem ser bloqueado. 

1 – WhatsApp é uma plataforma de mensagens muito usada

 De acordo com o WhatsApp, a plataforma conta com mais de dois bilhões de usuários no mundo todo, tornando-se o app de mensagens mais popular atualmente. Com muitos usuários ativos mensalmente, fica muito fácil de atender e encontrar o seu público-alvo ideal. 

2 – As pessoas preferem conversar por telefone

 Encontrar o seu público no canal preferido deles é muito importante para qualquer tipo de estratégia de marketing. Mais pessoas usam os seus celulares para enviar uma mensagem de texto do que para fazer uma ligação. Mais de 90% dos adolescentes utilizam esse tipo de serviço. 

O uso da conversa de WhatsApp é muito importante para ter uma boa comunicação com o seu público-alvo. Ter uma conta de marca para a plataforma vai garantir que esteja sempre disponível para os seus usuários, deixando que eles possam entrar em contato de acordo com a necessidade deles. 

3 – Seu público-alvo já está no WhatsApp

 O WhatsApp tem uma média de uso de 36 anos, com maior parte dos usuários tendo idade de 18 a 44 anos. Ele está acelerando o uso das pessoas, sendo muito conhecido no Brasil e alcançando novos números.

O profissional de marketing com essas informações pode comercializar a sua audiência de maneira internacional, precisando estar dentro do radar o mais rápido possível. Comercializando para conseguir ter uma oportunidade de ser um dos primeiros a fazer esse tipo de atividade. 

Como o aplicativo tem uma base de usuários no mundo todo, é uma plataforma que apresenta diversos segmentos de público-alvo, seja para uma publicidade nacional ou ainda internacionalmente. 

4 – Marketing baseado em permissão 

Diferente do que se pensa, de que o marketing no WhatsApp não é viável, pois pode ser muito invasivo, a plataforma oferece um marketing baseado na permissão. Não é possível apenas procurar ou comprar contatos.

É preciso solicitar que eles compartilhem o número deles ou que enviem uma mensagem primeiro, pois podem marcar a sua mensagem como SPAM. Nos dois casos, está sendo respeitado o direito dos usuários de rejeitar ou ainda receber uma mensagem de marketing.